Novo tratamento com plasma já foi adotado em Manaus

Novo tratamento com plasma já foi adotado em Manaus

O tratamento que adota a aplicação de plasma de pessoas que já tiveram a Covid-19 e reagiram bem a doença, em pessoas do grupo de risco já foi adotado em Manaus no auge da crise sanitária por lá, com bons resultados.

A informação é do Butantan. O instituto fechou parceria na manhã desse sábado (20) com a Prefeitura de Araraquara para implementar o programa por aqui e tentar minimizar a grave crise sanitária vivida pela cidade.

De acordo com representantes do Butantan, trata-se de um tratamento que deverá reduzir os óbitos do principal grupo de risco e que já foi utilizado em Manaus, que enfrentou o colapso do sistema de saúde

“Agradeço muito ao Dr. Dante e ao Dr. Dimas Covas, presidente do Butantan, por mais essa parceria com a nossa cidade”, disse Edinho na manhã deste domingo (21).

O médico Dante Mário Langhi Júnior, que é coordenador da Hemorrede do Estado de São Paulo e presidente da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular, o fato de o plasma já ter anticorpos, sua ação incentiva o organismo do paciente com Covid-19 a se defender da infecção.

Os critérios para utilização do plasma serão os seguintes: pacientes com 60 anos ou mais, com comorbidades (como diabetes, pressão alta e obesidade) e que estejam apresentando sintomas da Covid-19 até três dias antes do diagnóstico.